“Olias Of Sunhillow”, e a viagem de Jon Anderson.

Depois que os Beatles lançaram o álbum Sgt Peppers Lonely Hearts Club Band (que completou 50 anos nesse mês. Falei sobre ele em outro post), o mundo do Rock não foi mais o mesmo.

A partir de então, o Rock foi se sofisticando, agregando elementos dos mais diversos, principalmente aqueles oriundos da música clássica. Desse cruzamento nasceu mais uma vertente, já no final dos anos 60 – começo dos 70, que ficou conhecida como “Rock Progressivo”.
Dentre as inúmeras bandas que surgiram, dentro desse novo estilo, podemos destacar: Genesis, Emerson, Lake & Palmer, King Crimson, Gentle Giant e uma das minhas preferidas, o Yes.

Yes logo

Yes

O Yes é uma banda britânica, que foi formada em 1968 pelo cantor Jon Anderson e pelo baixista Chris Squire juntamente com o guitarrista Peter Banks (que sugeriu o nome Yes), o baterista Bill Bruford e o tecladista Tony Kaye. Essa formação durou até 1970, com dois discos gravados: “Yes” (1969) e “Time And A Word” (1970). A partir de então, o Yes mudou de formação diversas vezes nos seus quase 50 anos de existência (atingindo um sucesso monstruoso no começo dos anos 80 com o lançamento do álbum “90125”), e apesar de não contar com nenhum integrante da formação original, continua firme na estrada, carregando o seu legado riquíssimo.

Jon AndersonPor volta de 1974, o Yes era uma das maiores bandas de Rock do mundo. Nessa época, da formação original só estavam os fundadores Anderson e Squire. Os outros membros eram Steve Howe na guitarra, Patrick Moraz nos teclados e Alan White (tocou com John Lennon na Plastic Ono Band) na bateria. Como é de praxe em bandas super consagradas, eles resolveram que nos dois anos seguintes, cada membro faria um disco solo.

Em 1975, Steve Howe lançou “Beginnings” e Chris Squire “Fish Out Of Water”. Em 1976 Patrick Moraz lançou “The Story Of I”, Alan White “Ramshackled”, e Jon Anderson lançou “Olias of Sunhillow”, tema do nosso post de hoje.

“Olias of Sunhillow” e o recomeço viajante de Jon Anderson

Olias of Sunhillow“Olias Of Sunhillow” é o primeiro álbum de Jon Anderson lançado em julho de 1976. Levou dois anos para ficar pronto, e Anderson tocou todos os instrumentos. Cogita-se que o músico grego Vangelis tenha participado do álbum, porém tanto ele quanto Anderson negam o fato. Isso se deve ao fato, de que após a saída do tecladista Rick Wakeman, Vangelis poderia ter entrado no Yes em 1974. Muitos fãs do Yes acreditam que o novo som da banda seria muito próximo de ‘”Olias Of Sunhillow” se Vangelis tivesse entrado. Vangelis e Anderson tiveram uma parceria bem sucedida no começo dos anos 80 como “Jon & Vangelis”, lançando 4 álbuns, sendo que um deles, o “Private Collection” de 1983 teve uma faixa que fez muito sucesso aqui no Brasil, “Deborah”.

“Olias of Sunhillow” não possui uma tradução literária. Como todo álbum conceitual, conta uma história. Olias é um alienígena da tribo de Sunhillow, que é escolhido para guiar o seu povo para um mundo novo.

Yes – Fragile

Segundo Anderson, “Olias foi um tipo de fantasia que surgiu inspirada na arte da capa de “Fragile” (quarto álbum do Yes, lançado em 1971) feita por Roger Dean (ilustrador inglês, responsável pela criação de todas as capas de álbum do Yes). Eu tinha a ideia de que aquele navio…tipo pairava ao redor (do globo), e eu usei isso como parte da ideia.”

Musicalmente, “Olias Of Sunhillow” talvez seja muito avançado para sua época. Ele seria o precursor da chamada “New Age”, muito calcado em sons atmosféricos, graças à utilização de instrumentos mais sutis, como flauta, bandolim, harpa e cítara.

Hoje em dia, por exemplo, um álbum como esse jamais chegaria as paradas de sucesso, ao contrário do que ocorreu na época, chegando na 8º posição na Inglaterra.

Como mencionei anteriormente, esse álbum demorou dois anos para ser feito, mas com certeza o esforço de Anderson foi recompensado, pois “Olias Of Sunhillow” é tido pelos fãs do Yes como o seu melhor trabalho solo.

Eu sei que vale a pena dispor de um tempinho, fechar os olhos… e viajar para a terra de Sunhillow.

Por hoje é só amiguinho (a). See you next post!

Você escuta “Olias Of Sunhillow” na íntegra, aqui:

 

Posts Relacionados

Comments

comments

Denilson Carreiro

Denilson Carreiro é baixista, cantor, compositor e produtor musical na banda Bumerangue Carma.

Deixe uma resposta

2 Shares
Share2
Tweet
+1
Pin